Connect with us

Geral

Vias com velocidade reduzida ajudam a diminuir número de acidentes na capital baiana

Publicado

em

Os dados mais recentes divulgados pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) mostram que houve uma redução no número de acidentes nas regiões da cidade onde a velocidade é reduzida. Nos bairros da Barra e Rio Vermelho, onde há piso compartilhado, e na Pituba, onde está em vigor o chamado Trânsito Calmo, as reduções surpreendem desde a implantação das iniciativas nas localidades.

No bairro mais boêmio da cidade, no trecho que vai da curva da Rua da Paciência, passando pela Rua Guedes Cabral até o Largo da Mariquita, a velocidade passou de 60km/h para 40km/h desde o final de janeiro de 2016. O número de casos em 2015 era de 106 lesionados com 17 feridos – em 2020, esse número foi de uma pessoa lesionada e três feridas.

Já na Avenida Oceânica, onde a velocidade oscila entre 20km/h e 30km/h, o piso compartilhado foi instalado em setembro de 2014. Em 2013, o quantitativo era de 54 pessoas lesionadas e dez feridas. No ano passado, foi apenas uma lesão e seis feridos.

O superintendente da Transalvador, Marcus Passos, destaca que a capital baiana conseguiu reduzir em 54% o número de mortes em acidentes de trânsito. É uma das poucas cidades no mundo que atingiu a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) de redução em 50% neste índice, durante a década 2011-2020.

Nesse período, a Prefeitura vem adotando medidas para readequar cada vez mais o trânsito na cidade. Além disso, campanhas educativas, ações estratégicas e sinalizações específicas são criadas para conscientizar a população.

Reflexos – Passos salienta que, hoje, qualquer gestor que trabalhe com trânsito vai ter grandes desafios. “As metrópoles cada vez mais se transformam, a quantidade de veículos aumenta, e existe uma necessidade maior de devolver a cidade aos pedestres.”

Trânsito Calmo – No bairro da Pituba, a iniciativa de redução da velocidade foi iniciada em outubro de 2019, na Avenida Octávio Mangabeira, no trecho do cruzamento com a Rua Goiás até o cruzamento com a Rua Rio de Janeiro. Em cinco anos houve uma redução de 127 para quatro lesionados e de 22 para dez feridos.

Maio Amarelo – Uma grande novidade que será implantada em Salvador é um novo conceito de tráfego: o Zona 30. Criado na Alemanha e já adotado por diversos países e também capitais brasileiras, a iniciativa visa delimitar áreas urbanas mais seguras para pedestres e ciclistas, com a limitação da velocidade dos carros nas vias a 30km/h

O Zona 30 integra as ações da Semana Global de Segurança Viária, promovida pela ONU desde a segunda-feira (17) até domingo (23), com o objetivo de reduzir acidentes e lesões no trânsito. Em Salvador a velocidade reduzida já está implantada na Pituba, Barra e Rio Vermelho, e novos locais terão a Zona 30: o trecho de Patamares até o Greenville, e na região do Bonfim – entre o Alto do Bonfim, na Colina Sagrada, e a Baixa do Bonfim. Entre as medidas, são colocadas placas de sinalização e modificação do fluxo de algumas entradas e saídas de ruas.

“O tema da ONU para 2021, Ruas Pela Vida, destaca a importância de garantir que nessas regiões onde existe concentração de pessoas caminhando, a velocidade seja de 30km/h. Tenho certeza que Salvador vai se comprometer a avançar cada vez mais”, destacou Dante Rosado, coordenador executivo da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE


ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede