Connect with us

Geral

Salvamar orienta sobre práticas para banho de mar seguro no feriadão

Publicado

em

Neste feriado prolongado da Semana Santa, desta sexta-feira (15) até domingo (17), a expectativa é de aumento do número de frequentadores das praias de Salvador. Em função disso, a Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), alerta que é preciso ter atenção a algumas situações nas praias da cidade, para garantir banhos de mar com segurança e tranquilidade.

O coordenador do órgão, Alysson Carvalho, lembrou que, mesmo com os dias ensolarados que Salvador está vivenciando, as correntes marítimas são de outono e não mais de verão. A estação influencia diretamente no cuidado que os banhistas devem ter ao entrar no mar, que fica mais perigoso, para evitar afogamentos.

“É primordial procurar praias que tenham salva-vidas à disposição. Localizem e peguem informações sobre as condições do mar, pois a informação de um dia pode não servir para o outro. Há uma variação muito grande de fatores que influenciam diretamente no mar e na segurança dos banhistas, a exemplo das correntes de retorno”, explicou.

Apenas no último final de semana, a Salvamar registrou, entre resgates e afogamentos, 60 ocorrências nas praias da capital baiana. A área de atuação dos profissionais da coordenadoria compreende desde a praia de Jardim de Alah até Ipitanga.

Bebidas alcoólicas – O gestor destacou ainda que em 90% dos casos de afogamento registrados os indivíduos estavam fazendo o uso de bebidas alcoólicas. Por isso, a recomendação é que os banhistas não façam essa combinação de álcool e mar, pois o prejuízo à saúde pode ser grave.

“Quando o indivíduo bebe, perde a coordenação motora e sensibilidade. Por outro lado, aumenta a adrenalina e endorfina, proporcionando uma falsa sensação de empoderamento e trazendo reflexos negativos. Normalmente, quando a pessoa é surpreendida pelo afogamento, ela não sabe nadar ou não tem força suficiente para realizar o nado da maneira correta, que é em paralelo à corrente de retorno”, detalhou.

Quem presenciar uma situação de afogamento deve o mais breve possível acionar um profissional. Só ele terá o domínio das técnicas necessárias para efetuar o resgate do cidadão. Uma pessoa que não possui o preparo adequado para agir em situações de risco como esta, ainda que tenha a habilidade do nado, pode se tornar mais uma vítima.

Cuidados com as crianças – Se for à praia com crianças, é necessária atenção extra. Com o volume de pessoas no espaço, os pequenos podem se distanciar dos adultos facilmente. Para segurança, a recomendação é de que os adultos fiquem, no máximo, até dois metros de distância dos pequenos.

“Quando a criança quer buscar pelos familiares, podem acontecer duas situações: ou ela permanecer na areia para procurar os responsáveis, ou ir em direção ao mar, o que pode ser trágico e perigoso. Além disso, não se pode confiar em boias e objetos flutuantes, porque são facilmente afastados pela correnteza”, finalizou Carvalho.

Além de seguir todas as recomendações do salva-vidas para ter um dia na praia tranquilo e divertido, é preciso ainda estar atento a outros cuidados com a saúde, a exemplo de evitar a exposição ao sol entre às 10h e 16h. A recomendação é aplicar o filtro solar 30 minutos antes de chegar à praia e reaplicar depois do banho ou em caso de se expor ao sol por mais de duas horas.

Alguns recursos podem ser usados para dar maior conforto, como as camisas de proteção solar, bonés e o guarda-sol. A alimentação também deve ser levada em consideração. O recomendado é fazer a ingestão de refeições leves e mais saudáveis, para evitar indigestão e possíveis afogamentos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE

ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede