Connect with us

Geral

Professores x Rui Costa: quem vencerá o duelo das volta às aulas?

Publicado

em

Contrariando o decreto do governado do estado que determinou o retorno às aulas semipresenciais na Bahia, nesta segunda-feira (26), 95% das escolas não estão funcionando. Para o coordenador-geral da APLB-Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia, Rui Oliveira, esta é uma clara resposta da comunidade escolar. “Os trabalhadores em Educação decidiram na última reunião ampliada que não retornam à sala de aula antes da imunização completa. Está mantida a decisão de manutenção do ensino remoto, pois ainda não é seguro o retorno. Agradecemos aos profissionais em Educação, pais e estudantes pela decisão em preservar a vida. Esta segunda-feira é dia de cidadania. Dia de defesa da vida. Não queremos correr riscos desnecessários. Por uma escola sem luto. Conteúdos se repõem, vidas não”, pontuou Rui.

A APLB convocou toda a comunidade escolar para participar do ‘Aulão Pela Cidadania – Em Defesa da Vida’, nesta segunda (26), às 10h, no canal do Youtube e da página do Facebook da entidade. A ação marca o dia de mobilizações contra o retorno presencial anunciado pelo governo Rui Costa. Além da completude do ciclo de imunização a APLB defende escolas estruturadas de acordo com os protocolos de saúde e sanitários.

Retomada do diálogo – Rui Oliveira também reafirmou que a APLB quer a manutenção do diálogo, fator muito importante para este processo. Na última sexta-feira, 23, representantes da APLB e do governo do Estado se reuniram para discutir o retorno das aulas presenciais em toda a Rede Estadual de Ensino o que marcou a retomada desse diálogo.

Uma nova reunião foi marcada com a direção da APLB para a manhã da próxima quarta, 28, quando estará reunida com o secretário de Relações Institucionais Luiz Caetano e o secretário de Educação Jerônimo Rodrigues.

Em Salvador, representantes dos docentes da Rede Municipal se reuniram na quinta, 22, com o prefeito Bruno Reis (DEM). O gestor soteropolitano informou que todos educadores estarão vacinados com a segunda dose até o próximo dia 28 de julho, e propôs os dias 9 ou 16 de agosto para o retorno das aulas presenciais na capital baiana.

A APLB defendeu um novo encontro antes com a Prefeitura de Salvador, logo após a conclusão da vacinação dos docentes do município.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE


ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede