Connect with us

Geral

M.de Deus: Paulinho de Nalva declara oposição à Dailton Filho para permanecer na presidência da Câmara e prejudica retomada social

Publicado

em

Uma apuração detalhada descortina a intenção do atual presidente da Câmara Municipal de Madre de Deus, Paulinho de Nalva (Republicanos) em manter-se no comando do Legislativo local. Diferente do que fora noticiado como perda de força do nome do socialista Marden Lessa, a atitude de Paulinho tem sido considerada como uma declaração oposicionista ao governo Dailton Filho (PSB).

O grupo de seis vereadores eleitos na base de apoio de Dailton Filho consolidava a eleição de um futuro presidente aliado ao prefeito. Quatro votos apontavam para Marden Lessa, enquanto Val Peças (PSB) e Paulinho de Nalva (Republicanos) apontavam para si próprios. Sem esperar orientações dentro do agrupamento que integra, o atual presidente buscou uma alternativa na oposição para viabilizar sua permanência no poder.

Em uma declaração explícita de rebeldia e claro descumprimento da palavra acordada entre os integrantes do grupo, Paulinho teria admitido o rompimento ao não esperar qualquer sinalização do prefeito e nem mesmo, a reunião proposta por Dailton para que fosse definido o nome mais viável para conduzir a governabilidade necessária para retomada na cidade após os trágicos meses de gestão de Jailton Santana (PTB), este último apoiador de Paulinho de Nalva na estratégia considerada como golpista entre os apoiadores de Dailton Filho.

A decisão de Paulinho de Nalva de não comparecer à reunião apenas confirmou sua manobra junto à oposição e causou estranheza, principalmente porque todos os atributos de discussão foram oferecidos dentro do grupo. Apesar da informação plantada na estratégia do atual presidente, onde o nome de Marden Lessa teria sido esvaziado forçando o mesmo a desistência, o que a apuração trouxe é de que o socialista agregava a base e era tido como homem de confiança de Dailton Filho, tendo sido mantido com esse propósito sob pedido e liderança do prefeito.

Para vereadores ouvidos, o uso da imprensa para “plantar” factoides parece continuar existindo na cidade. A informação de racha na base de Dailton e de uma desistência do nome de Marden Lessa na disputa para favorecer a Val Peças é uma das estratégias combinadas dentro do plano arquitetado para justificar a atitude de Paulinho de Nalva em buscar a oposição para cacifar sua eleição, segundo as fontes.

Outro aspecto confirmado foi de que Marden Lessa não teria imposto seu nome. A informação coincide com a apuração de que o socialista era nome preferido de Dailton Filho e não perfazia um projeto solo. Para tentar contornar a situação, haveria uma proposta de Marden ter seu nome apoiado para o segundo biênio na presidência e o mesmo teria rechaçado a condição ofertada, mantendo assim, lealdade ao projeto politico encabeçado por Dailton Filho.

Diante do documento de apoio assinado pelos dirigentes do partidos oposicionistas e também do Republicanos, a carreira solo de Paulinho de Nalva tende ao fracasso, pela fragmentação e características de descumprimento de acordo que podem vitimar os vereadores que agora apoiam a sua candidatura. Além disso, o prejuízo para a cidade se configura no jogo político do plenário. Políticos locais já apontam Paulinho como culpado por possíveis dificuldades futuras no município, enquanto, integrantes do grupo da ex- vereadora Joyce já amargam a espera de mais quatro anos por conta da atitude individualista do correligionário.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE


ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede