Connect with us

Isso é Brasil

Lídice defende investimento em pesquisa para o combate e prevenção de praga típica da lavoura cacaureira

Publicado

em

Durante sessão especial da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, na tarde desta segunda-feira (13), para debater o Controle Fitossanitário da Monilíase do Cacaueiro, a deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) chamou a atenção para a necessidade de um combate rápido e forte à monilíase em território brasileiro, “e isso tendo a pesquisa como destaque, pois sem a ciência não temos como ir à frente nessa batalha”.

A parlamentar baiana também enfatizou a necessidade de se acelerar as pesquisas com material genético tolerante, criando clones de cacau e cupuaçu resistentes à monilíase.
Transmitida pelos canais da Câmara, em Brasília, a sessão teve participações presenciais e também virtuais como as de técnicos e pesquisadores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (SEAGRI), dentre outros órgãos e instituições.

A audiência foi acompanhada, virtualmente, pelo Secretário da Agricultura da Bahia, João Carlos Oliveira, e pelo diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Oziel Oliveira, dentre outras autoridades baianas ligadas ao setor agropecuário.

Outras ações também foram defendidas pelos técnicos em suas exposições, como os controles cultural, biológico e químico, além da implantação de um manejo adequado. Chamou-se a atenção para a necessidade de toda uma campanha educacional e informativa sobre o tema, bem como foi destacada a necessidade de criação de material que referencie as ações nos estados, a exemplo da Nota Técnica emitida na Bahia pela Adab (ao final desta matéria a nota técnica fica disponibilizada à leitura).

Sobre a praga – A monilíase ataca principalmente frutos de cacau e cupuaçu. Atualmente, a praga está presente em todos os países produtores de cacau da América Latina, mas o Brasil não possuía histórico da doença, apesar dela ser monitorada no território desde pelo menos o ano de 2005. Agora, as preocupações se redobraram por conta da descoberta de um foco nas cidades de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, ambas localizadas no Acre.

Ao final da audiência, a deputada Lídice da Mata destacou a importância dos trabalhos que vêm sendo realizados para o combate à monilíase no Brasil, e ressaltou a importância da cadeia produtiva do cacau. “É preciso destacar que a cultura do cacau na Bahia, durante a vassoura-de-bruxa, teve um impacto devastador na economia do estado e também na economia dos produtores. É preciso que o Ministério da Agricultura busque manter um olhar igualitário entre as diversas culturas e seus impactos nos diversos territórios deste país. Quando falamos de cacau, falamos do chocolate, que tem crescimento de consumo em todo o mundo, o que faz com que essa cultura, a cultura do cacau, tenha ainda maior importância. É necessário que a produção de chocolate no Brasil seja vista e estimulada, pois gera emprego e renda para o país”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE


ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede