Connect with us

Geral

Inflação da RM Salvador acelera para 1,11% e é a maior para um mês de setembro em 18 anos

Publicado

em

Em setembro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, calculado pelo IBGE, ficou em 1,11% na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Voltou a acelerar, depois de três meses mostrando diminuição no ritmo de alta, e foi o maior para um setembro em 18 anos – desde 2003, quando havia ficado em 1,37%.

Ainda assim, a inflação da RM Salvador seguiu um pouco abaixo da registrada no país como um todo, onde o IPCA foi a 1,16%, em setembro – o maior para o mês desde o início do Plano Real, em 1994. O índice da RMS foi o 10o entre as 16 áreas investigadas separadamente pelo IBGE.

Em setembro, a inflação foi mais alta em Rio Branco/AC (1,56%) e nas regiões metropolitanas de Curitiba/PR (1,54%) e Porto Alegre/RS (1,53%). Brasília/DF (0,79%), Goiânia/GO (0,81%), a RM São Paulo/SP (1,01%) e São Luís/MA (1,01%) apresentaram os menores índices.

Com o resultado do mês, o IPCA na RM Salvador tem alta de 6,81% no acumulado de janeiro a setembro de 2021. Segue abaixo do índice nacional (6,90%), mas já é o maior acumulado para um ano desde 2015, quando havia fechado dezembro com uma alta de 9,86%.

Nos 12 meses encerrados em setembro, a inflação na RM Salvador ficou em 9,54%. Seguiu acelerando em relação aos 8,59% registrados nos 12 meses encerrados em agosto, embora ainda se mantenha abaixo do acumulado no país como um todo.

Nacionalmente, o IPCA bateu a casa dos dois dígitos, chegando a 10,25% nos 12 meses encerrados em setembro, com 10 das 16 áreas investigadas também já apresentando inflação igual ou maior que 10,00%.

O quadro a seguir mostra o IPCA para Brasil e áreas pesquisadas, no mês, acumulados no ano e nos 12 meses encerrados em setembro de 2021.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE


ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede