Connect with us

Geral

Furto de luminárias no Terminal da França causa prejuízo de R$22 mil

Publicado

em

A Diretoria de Iluminação Pública de Salvador (Dsip), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), identificou na semana passada o roubo de 42 luminárias de LED do Terminal da França, deixando o local às escuras. O valor do prejuízo deixado pelos criminosos foi de R$ 22 mil.

Como medidas imediatas, o órgão realizou uma vistoria para identificar o real dano causado aos equipamentos e instalou alguns projetores provisórios até que a reposição das luminárias furtadas seja efetuada. Uma ocorrência foi registrada junto à Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, na Baixa do Fiscal.

No mês passado, vândalos também furtaram 225 projetores de LED do túnel da Via Expressa, na Avenida Heitor Dias. A ação gerou um prejuízo de R$510 mil aos cofres públicos. Informações iniciais apontam que os criminosos utilizaram ganchos e cordas para ficarem suspensos e forçaram até partir o suporte de sustentação dos projetores. As caixas de passagem não foram violadas porque o sistema antifurto, já implantado na obra, dificultou o acesso aos cabos.

O projeto do túnel que dá acesso às docas havia sido entregue recentemente com a iluminação modernizada e em menos de 90 dias todos os refletores foram furtados. Na ocasião, a Dsip registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos.

Prejuízo – Apenas nos primeiros seis meses de 2021, o prejuízo com roubos e vandalismo na iluminação pública havia ultrapassado o montante de R$200 mil. Além das luminárias, as passarelas também têm sido alvo deste tipo de crime.

Para tentar coibir as ações, dentro da competência municipal, a Prefeitura tem investido em estudos de projetos capazes de promover maior nível de segurança para a população. Uma das medidas é aplicação de infraestrutura projetada com material robusto e isolante, dificultando o acesso aos cabos e reduzindo o risco de choque elétrico.

Também têm sido efetuadas ações preventivas nas principais avenidas da cidade, onde estão presentes os circuitos exclusivos de iluminação. A intenção é identificar e eliminar os riscos causados por fiações expostas, após tentativas de furto, verificação de isolação nos postes metálicos e outras iniciativas relativas à segurança.

“Infelizmente, o vandalismo gera prejuízo que não é apenas financeiro, pois naquele furto realizado a própria pessoa pode sofrer uma descarga elétrica e morrer, além de deixar o fio exposto, proporcionando risco a outras pessoas e deixar o local às escuras”, alerta o titular da Dsip, Júnior Magalhães.

Denúncias – A população também pode ajudar a combater o vandalismo na iluminação pública fazendo uma denúncia ao Fala Salvador, através do no número 156, ou pelo portal www. falasalvador. ba. gov. br .

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE

ESTAMOS NO Facebook

Copyright © 2017 Política na Rede