Disfunção do trato urinário está associada a problemas comportamentais e emocionais, mostra artigo

Um artigo científico intitulado de “Problemas emocionais e comportamentais em crianças e adolescentes com disfunção do trato urinário inferior: um estudo de base populacional”, assinado por diferentes autores, entre eles o urologista Ubirajara Barroso e a coloproctologista Glícia Abreu, da Clínica da Continência, mostra uma associação entre a disfunção do trato urinário inferior (LUTD) e problemas comportamentais e emocionais.

Segundo o artigo, a prevalência de LUTD foi de 16,4% em 806 crianças e adolescentes avaliados. Do total, 427 (53%) eram meninas. O estudo mostra ainda que a prevalência mundial de fatores emocionais e comportamentais e distúrbios em crianças e adolescentes é de cerca de 10 a 20%, sendo as causas “complexas e multifatoriais”. A presença de comorbidades aumenta as taxas desses transtornos.

De acordo com os autores, crianças e adolescentes com disfunção do trato urinário Inferior têm mais problemas emocionais e comportamentais, tendo a constipação associada como fator agravante. “Crianças e adolescentes com LUTD são mais propensos a ter problemas emocionais e comportamentais. Quando a disfunção urinária acontece junto com constipação, uma condição referida como disfunção vésico-intestinal , a associação com problemas emocionais e comportamentais é ainda maior, abrangendo tanto sintomas internalizantes quanto sintomas externalizantes”, ressaltaram os médicos.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM