Projeto idealizado pela Secretaria de Turismo da Bahia reativa dezesseis sinos da Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia

Um dos principais ícones urbanos da Cidade do Salvador, a Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, terá seus 16 sinos, nesse domingo 7 às 10 h, reativados no “Projeto de Resgate do Toque dos Sinos”. Até o momento sete igrejas no estado tiveram seus sinos reativados, seis delas em Salvador. Outras igrejas serão contempladas nós próximos meses.

O projeto de Resgate do Toque dos Sinos, idealizado pelo Secretário de Turismo da Bahia Fausto Franco, conta com o apoio da inciativa privada nas reativações. Parceiros como o Hospital da Bahia, Academia de Letras da Bahia e Aleixo Belov, participaram até o momento. Na Igreja da Conceição da Praia três empresários foram responsáveis pelo apadrinhamento: Toninho Andrade, Jorge Simões e Jorge Goldenstein.

Para a mantenedora da Basílica, a Irmandade do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora da Conceição da Praia, a reativação dos 16 sinos significa esperança diante de tudo o que estamos atualmente vivendo. Além de que, reafirma seu compromisso na preservação, manutenção e sustentabilidade do patrimônio artístico e cultural brasileiro, incluindo, sobretudo, a Basílica Santuário de Nossa Senhora da Conceição da Praia, uma obra barroca lindíssima e incomparável datada do século XVIII.

Para a juíza da Irmandade, Marília Gabriela, a obra “que vocês presencialmente testemunham é um grande avanço para o próprio processo de revitalização e requalificação do Comércio e do patrimônio histórico de seu entorno, com a preservação da história e da cultura do Brasil e desta cidade do Salvador”.

Fausto Franco, que vê no projeto mais um grande atrativo na Bahia, lembra que “são pessoas sensíveis que fazem esse projeto acontecer […] É como muita alegria que a Igreja da Conceição irá tocar seus sinos às 12 e 18 horas, com diferentes tamanhos e toques, com a possibilidade de tocar músicas como a Ave Maria, com um equipamento inédito fora da Itália e Rússia.”

O historiador Rafael Dantas, responsável pela coordenação do projeto da reativação dos sinos, pontuou sobre a relevância dos sinos da Conceição da Praia na história de Salvador “Ao longo de mais dois séculos os sinos da Conceição foram o “alarme da Bahia” sinalizando a chegada de visitantes ilustres, mortes, pandemias, incêndios e solenidade. Além de toda a relevância nas atividades litúrgicas o toque dos sinos são elementos chave no processo de sociabilidade na Cidade do Salvador.” É a primeira vez na história secular da igreja que todos os sinos tocarão juntos nesse ritmo.

O sistema foi desenvolvido na Itália e depois instalado na Rússia. É a primeira vez que o sistema será instalado fora desses países, e a Bahia será o primeiro local das Américas a receber o equipamento.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM