Pais, alunos e trabalhadores da Educação temem retorno das aulas na pandemia

A volta às aulas na capital baiana tem causado medo e preocupação em pais e trabalhadores do segmento. O risco de contaminação pelo coronavírus ainda ronda a cidade e a retomada é considerada como perigosa para a saúde das crianças, profissionais da Educação e famílias.

Diversas publicações em redes sociais apontam para o receio do retorno das aulas em Salvador. Trabalhadores da Educação e pais demonstram o medo que toma conta diante da possibilidade de aumento no número de contaminados em ambiente escolar. No perfil do Facebook do pré candidato a vereador Bruno Carianha, o assunto foi discutido e as opiniões foram unânimes no sentido de proteger a vida neste momento.

Comentando sobre a situação, Bruno Carianha que é sindicalista – licenciado por conta da pré candidatura – foi enfático em afirmar que a comunidade escolar não tem a garantia da biossegurança para retornar às escolas. “Os protocolos mínimos não serão suficientes para proteger os alunos e trabalhadores. Poderá ser criada uma reação contaminante em cadeia na cidade toda. Todos lugares onde as aulas foram retomadas tiveram aumento no número de casos mesmo com as medidas, repito, mínimas adotadas”, disse.

Perguntado sobre o diálogo do Poder Público com a sociedade para a adoção de medidas visando o retorno às aulas, Bruno Carianha diz que as decisões da Prefeitura de Salvador são sempre unilaterais. “A gestão municipal tem tomado decisões recentes que conflitaram com o bom trabalho feito no início da pandemia. Não há diálogo com quem pensa em defender a vida. Vejam que até mesmo quando se discute a situação na mídia ou com a Câmara Municipal nunca é com os pais, estudantes ou trabalhadores da educação”, finalizou.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM