Matemática da morte em Salvador para abrir shoppings centers

A conta tem que bater: o empresariado avestruz quer abrir suas lojas nos shoppings, os políticos querem o apoio significativo deles às vésperas das eleições, o povo fica no meio do fogo cruzado e os trabalhadores da saúde serão sacrificados literalmente com o aumento assustador que se dará no número de contaminados. Uma equação mortal.

Como prefeito resolve a equação? Para não dizer que cedeu de primeira e “pagou o pau” como se diz na gíria, o padrinho do pesado Bruno Reis lança um plano onde a ocupação dos leitos determinará a retomada do funcionamento das escravizadoras lojas dos shoppings centers.

Mas os números dos contágios aumentam e os leitos continuam tendo sua ocupação acima de 75%. O que faz o prefeito? Aumenta o número de leitos para o que a quantidade de internados por leitos caia na matemática. Talvez tenha adquirido mais leitos para garantir os próximos contaminados após a abertura dos shoppings. Nota zero!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM