Basílica do Santuário celebra a memória dos 275 anos da chegada da imagem do Senhor do Bonfim à Salvador

Mesmo diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), os fiéis devotos soteropolitanos vão render graças a Deus pelos 275 anos da chegada da imagem do Senhor do Bonfim no dia 18 de abril, próximo sábado. A Basílica Santuário do Senhor do Bonfim convoca os fiéis a participarem de um tríduo preparatório, que teve início hoje e segue até o dia 17, sempre às 18h. Cada fiel deverá rezar em casa com a família a oração do santo terço, preces espontâneas e, ao final, a oração do Ano Jubilar.

No dia 18, o reitor da Basílica, padre Edson Menezes da Silva celebrará uma Missa, às 7h20, sem a presença do povo. Os fiéis poderão acompanhar a transmissão através das redes sociais do Santuário (Facebook: @basilicasantuariodosenhordobonfim), pela WebTv do Bonfim (canal do YouTube) e pela Rádio Excelsior da Bahia. Para marcar esse dia tão importante, os sinos da Basílica serão tocados ao meio-dia.

O ponto alto das comemorações pelo Jubileu dos 275 anos da chegada da imagem do Senhor do Bonfim foi adiado para o dia 22 de novembro, quando a Igreja celebrará a Solenidade de Cristo Rei. A nova programação será divulgada posteriormente.
Origem da imagem do Senhor do Bonfim
Theodózio Rodrigues de Faria, capitão-de-mar-e-guerra da marinha portuguesa, fervoroso devoto do Senhor do Bonfim, havia feito uma promessa durante uma tempestade de que, se sobrevivesse, traria para o Brasil as imagens do Senhor Jesus do Bonfim e de Nossa Senhora da Guia. Assim, em 18 de abril de 1745, uma réplica foi trazida da sua terra natal, Setúbal, em Portugal, iniciando a construção da Igreja do Senhor do Bonfim. Mas não foi somente a igreja que foi construída: neste momento começou, também, o culto ao Senhor do Bonfim e a Nossa Senhora da Guia, com a criação da “Devoção do Senhor Bom Jesus do Bomfim”, Irmandade de leigos reconhecida pelo então arcebispo Dom José Botelho de Matos, presente na fundação da mesma.

A capela teve suas obras iniciadas em 1746, e no dia 24 de junho de 1754, após a conclusão das obras internas, a sagrada imagem foi trazida da Capela da Penha para a Colina do Bonfim, em procissão.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM