Precatórios do Fundef poderiam ser utilizados no combate à Covid-19, sugere mobilizador social

“O momento vivido pela sociedade brasileira exige esforços de todas as instituições para combater a pandemia. Os precatórios do Fundef serão recursos importantes para contribuir com a defesa da saúde. Cerca de noventa bilhões que os tribunais de conta podem liberar para ajudar os municípios”. Com essa sugestão, o mobilizador social de Salvador, Jayme Neto acredita que as cidades atingidas pelo coronavírus podem garantir suporte necessário para frear o avanço da doença e atender aos infectados.

Publicitário, Jayme Neto tem utilizado seus perfis nas redes sociais (@jaymeqneto) para alertar à sociedade sobre os cuidados pessoais com a higiene para evitar o contágio da Covid-19. Além disso, por sua atuação como agente político em diversas ocasiões, também apresenta sugestões para gestores e administradores para o enfrentamento deste momento sensível. “Todos temos que contribuir com nossas expertises para garantir que a sociedade se mantenha fortalecidade em seus pilares. Neste momento, a preservação da vida é primordial e com isso, o restabelecimento econômico se fará”, observou Neto.

O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef) foi um programa federal que pretendia estimular a educação e municípios carentes. Após prefeituras alegaram na Justiça que haviam diferenças significativas entre os recursos enviados pelo governo federal e o que as cidades deveriam receber, um processo judicial no Supremo Tribunal Federal (STF) teve ganho de causa para os municípios e o montante encontra-se em precatórios.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM