Oposicionistas questionam Executivo sobre argumento para votar reforma da previdência

O Bloco da Oposição na Câmara Municipal rechaça o argumento utilizado pela bancada do Prefeito ACM Neto na Câmara para aprovar, às pressas, a Reforma da Previdência, com a desculpa de que “os custos com o déficit da Previdência podem ser destinados ao combate ao Covid-19”. “O que esses vereadores não estão dizendo é que aprovar o texto agora não terá nenhum impacto imediato para redução do suposto déficit”, afirma o líder do Bloco, Sílvio Humberto, do PSB.

O Bloco alerta ainda que os efeitos da redução do déficit da Previdência são de médio e longo prazo. “Dizer que vão utilizar as economias provindas da Reforma é uma distorção da verdade, porque só teremos se houver deliberação agora, o aumento da alíquota daqui a três meses, sendo que o impacto da Reforma será terá efeitos substanciais daqui a dez anos”, afirma Silvio.

Ouvidora da Câmara, Aladilce também faz um apelo ao prefeito ACM, que, perguntado diversas vezes sobre a origem do déficit da Previdência, preferiu não responder. “Em todas as sessões realizadas sobre a Reforma, pela Ouvidoria da Câmara, questionei várias vezes ao prefeito: de onde vem o suposto déficit? Mas o município se furtou a explicar. Além disso, eles não esclarecem quais parâmetros utilizaram para se chegar ao número de R$ 7 bilhões”, critica a vereadora.

José Trindade (PSB) questiona, ainda, o motivo pelo qual os servidores devem ser penalizados, diante de alternativas econômicas que podem ser adotadas pelo Executivo para administrar o combate ao coronavírus. “Logo os servidores municipais, que há cinco anos não recebem o reajuste que lhes é de direito. Que sofrem com a queda do poder aquisitivo para manter suas condições. Inclusive, toda a categoria estava em campanha cobrando os aumentos, previstos em Lei”, destaca Trindade.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM