Câmara dos Deputados cria Comissão Externa para monitorar mancha de óleo no Nordeste

Seis municípios baianos decretaram estado de emergência entre os 15 afetados pela mancha de óleo que avança no litoral do Nordeste. Com o objetivo de acompanhar e fiscalizar a expansão do vazamento, foi aprovada hoje (24/10) por unanimidade a criação de uma Comissão Externa da Câmara dos Deputados, que manterá diálogo com as comunidades afetadas. O requerimento foi apresentado pelo deputado federal Afonso Florence, que solicitou a criação de outra Comissão, também aprovada, para debater a realização dos leilões de blocos de petróleo na bacia Camamu-Almada. Os dois requerimentos dedicam uma atenção especial ao Parque Nacional de Abrolhos, primeiro Parque Nacional Marinho do Brasil, que abriga a maior biodiversidade marinha do Brasil e do Atlântico Sul, segundo informações do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). “Tendo em vista a expansão acelerada das manchas de óleo no litoral nordestino e sua aproximação do arquipélago de Abrolhos, torna-se necessário um acompanhamento de perto por parte da Câmara dos Deputados, com uma comissão suprapartidária”, afirma Florence. O movimento dos extrativistas, pescadores artesanais e todos os ativistas da luta ambiental seguem mobilizados contra a iniciativa do governo Bolsonaro de leiloar blocos de petróleo no Parque Nacional de Abrolhos. No início desse mês de outubro, foram entregues 1 milhão de assinaturas ao Ministério Público Federal (MPF) e à Frente Parlamentar Ambientalista.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM