Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPED) elege representantes da Sociedade Civil

Desenvolver políticas públicas que incluam amor, igualdade, oportunidade, acessibilidade e respeito à dignidade do ser humano é abraçar os princípios da Constituição do Brasil, que garante que os direitos da pessoa com deficiência devem ser cumpridos. Diante disso, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPED), vinculado à Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), realizou nesta quinta-feira (19), Assembleia de Eleição dos representantes da sociedade civil para compor a próxima gestão.

O COMPED contribui propondo políticas públicas e articulando ações junto à prefeitura e outros órgãos públicos, fiscalizando e participando diretamente das ações do município.

Participaram da eleição representantes de entidades diretamente ligadas à defesa de direitos e/ou ao atendimento da pessoa com deficiência de Salvador, que estão habilitadas dentro dos critérios exigidos no edital. Os eleitos para as vagas terão efetiva atuação nos segmentos das deficiências visual, auditiva, intelectual, física, síndromes, por causa patológica e direitos humanos.

De acordo com o diretor-geral da Unidade de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (UPCD) da Sempre, Wagner Andrade, a articulação com as secretarias contribui para maior visibilidade do Conselho e desenvolvimento de importantes ações. “A implementação a UPCD, por exemplo, é uma iniciativa de extrema importância e que foi realizada com a participação do COMPED. Esse diálogo direto com o Conselho possibilita avanço das ações”, disse.

Participar da eleição pela primeira vez e ser eleita suplente na área de síndromes, para o vice-presidente da Associação de Amigos do Autista da Bahia (AMA- BA), essa conquista representa muito. “A participação da AMA, agora como parte do Conselho, vai contribuir para difundir a causa do autismo e trazer um olhar mais significativo”, destaca.

Ainda como presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Lívia Borges, espera que a próxima gestão “continue lutando para que os direitos das pessoas com deficiência sejam cumpridos e vistos em suas especificidades”, conta.

Participam do COMPED, como cadeira fixa, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA). Os escolhidos na eleição realizada quinta-feira passam a ser membros no mandato do órgão de novembro de 2019 a novembro de 2021.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM