MP vê indícios de que Flávio Bolsonaro lavou dinheiro ao comprar 19 imóveis por 9 milhões

O Ministério Público do Rio de Janeiro vê indícios de que o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, comprou e vendeu imóveis para lavar dinheiro, segundo informou a revista Veja nesta quarta-feira. Entre 2010 e 2017, quando ainda era deputado estadual, Flávio investiu 9,425 milhões de reais na compra de 19 imóveis, entre salas e apartamentos, e lucrou 3,089 milhões nessas transações imobiliárias.

Em documento sigiloso obtido pela revista, a promotoria, que conseguiu na Justiça a quebra do sigilo bancário e fiscal de 95 pessoas e empresas relacionadas ao senador, identificou “suspeitas de subfaturamento nas compras e superfaturamento nas vendas” dos imóveis. Para o MP, a fraude pode ter ocorrido para “simular ganhos de capital fictícios” de modo a encobrir “o enriquecimento ilícito decorrente dos desvios dos recursos” da Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ).

As operações imobiliárias de Flávio Bolsonaro foram divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo em janeiro do ano passado, antes das eleições. Agora, o MP diz que essas movimentações indicam que o gabinete do então deputado estadual cometeu os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro autorizou a quebra de sigilos bancário e fiscal de Flávio em 24 de abril.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM