PSOL afirma que processará cantor e irmãos Bolsonaro por incitação ao ódio

O PSOL anunciou, em nota divulgada nesta quarta-feira (30), que prepara ações judiciais contra o cantor Lobão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ). Eles fazem parte do grupo de dezenas de pessoas que serão processadas pelo partido por propagarem fake news e discurso de ódio contra o ex-deputado federal Jean Wyllys.

As postagens que serão questionadas pelo PSOL na Justiça vieram depois do anúncio, na semana passada, de que Wyllys deixaria o Brasil e renunciaria ao seu mandato por conta de ameaças de morte que vem sofrendo há anos e que se intensificaram nos últimos meses.

Pelas redes sociais, Lobão sugeriu que o parlamentar tomou a decisão de sair do Brasil por, supostamente, “estar envolvido” com o atentado contra Jair Bolsonaro, em setembro do ano passado. A fake news foi compartilhada por centenas de internautas, que PSOL também já está mapeando para futuras ações.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

FOLLOW @ INSTAGRAM