Damares na mira: suposto sequestro de criança indígena volta à tona

Vazou – jargão jornalístico para dizer que uma informação chegou ao público antes da informação ser publicada oficialmente – nas redes sociais na noite desta quarta-feira (30) a possível capa da revista Época, que deve ir às bancas nesta sexta-feira (1º), com o relato de uma indígena sobre um suposto sequestro de uma criança na aldeia pela ministra da Família, Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves.

Na capa, aparece a foto de uma indígena com as aspas: “a branca levou a Lulu”. Embaixo a chamada: Como uma criança indígena levada de uma aldeia no Xingu foi parar na casa da Ministra Damares Alves. A reportagem seria assinada pelos jornalistas Natália Portinari e Vinicius Sassine.

Antes de ser confirmada na pasta, uma reportagem mostrou a Organização Não Governamental Atini, que foi fundada por Damares Alves no Brasil, foi alvo de investigação da Polícia Federal por suposto tráfico de crianças indígenas.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM