Três senadores deixarão o mandato para assumirem governos de estado

Nas eleições de outubro, três senadores foram eleitos governadores de seus estados: Gladson Cameli (PP) será governador do Acre, Ronaldo Caiado (DEM) vai assumir o governo de Goiás e Fátima Bezerra (PT) será a nova governadora do Rio Grande do Norte. Eles assumem a cadeira de governador a partir de 1º de janeiro de 2019.

Gladson foi eleito em primeiro turno com quase 224 mil votos, o que representa 54% dos votos válidos no Acre. Sua primeira suplente é Mailza Gomes (PP), que terá mandato até 2023. Em sua trajetória na vida pública, Mailza ocupou as secretarias de Articulação Institucional e de Assistência Social no município de Senador Guiomard (AC). Em declarações à mídia acriana, tem reiterado que vai priorizar a área social, em especial os setores de saúde, educação e segurança pública.

Caiado conquistou sua eleição também no primeiro turno, com quase 1,8 milhão de votos, número que representa 60% dos votos válidos em Goiás. O primeiro suplente de Caiado é o empresário Luiz Carlos do Carmo (MDB). Ligado à igreja Assembleia de Deus, ele foi deputado estadual entre 2006 e 2014. Em entrevista à Rádio Senado, em outubro, ele informou que terá como prioridades a reforma tributária e a geração de empregos. Luiz Carlos terá mandato até 2023.

Fátima Bezerra foi eleita governadora do Rio Grande do Norte no 2º turno. Única mulher que venceu o pleito para governador nessas eleições, ela conseguiu pouco mais de 748 mil votos (46% dos votos válidos). O primeiro suplente de Fátima é Jean Paul Prates (PT). Advogado e economista, além de empresário com formação e experiência profissional na área de energias renováveis, Prates quer manter a atuação na área e defender também projetos sobre educação e desenvolvimento regional. Ele também terá quatro anos de mandato.

Vice
A senadora Regina Sousa (PT-PI) já renunciou ao mandato há duas semanas. Ela foi eleita vice-governadora do Piauí, na chapa com Wellington Dias (PT). No lugar da senadora, assumiu o suplente Zé Santana (MDB-PI), advogado e professor. Ele vai exercer o mandato até o dia 31 de janeiro do próximo ano.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM