Pela liberdade de imprensa, só por ela – Humberto Costa

A democracia não aceita que a verdade tenha dono. A verdade é a verdade e para que seja sempre a verdade, a sociedade precisa da imprensa livre como um dos pilares do Estado Democrático de Direito. A cidadania é reforçada pelo papel daqueles que fazem uma imprensa questionadora, investigativa e zeladora dos direitos.

Não podemos aceitar que o Estado não garanta as mínimas condições para o exercício livre do trabalho da imprensa. Qualquer ameaça ou tentativa de censura deve ser considerada como fascista e autoritária sob qualquer ótica social. Tentar conduzir o trabalho da imprensa com patrocínios ou a retirada desse item comercial é uma afronta à própria sociedade que precisa desse instrumento de garantias de direitos.

Não é coincidência que um terço da população global vive em países onde não há liberdade de imprensa e estas pessoas vivem nações onde não existe um sistema de democracia ou onde existem graves deficiências no processo democrático, onde os jornalistas operam à margem do que é considerado aceitável, muito frequentemente sendo intimidados por agentes do Estado.

O Brasil está apontando para um cenário de incertezas e medo por parte daqueles que prezam pela democracia. Estamos ao caminho de desconhecer o direito de todos os cidadãos à informação e dos veículos de comunicação de terem liberdade de informar sem medo, de acordo com os princípios da independência jornalística.

Não seria uma frágil utopia imaginar que poderíamos ter uma imprensa que pudesse produzir conteúdo sem amarras ou mesmo, a pressão travestida de censura. Da mesma forma, agora, não podemos deixar de sentir o cheiro da ameaça ao trabalho dos profissionais, seja com agressões, assédios, prisões, demissões e mortes. O Brasil pena e caminha para o fosso da democracia.

Aos profissionais que hoje temem pela suas carreiras, aos estudantes que não enxergam futuro promissor e para a sociedade, resta a luta coletiva para garantir que esse instrumento da cidadania não seja destruído pela face perversa da ultradireita conservadora e que possamos ter dias menos nebulosos e aterrorizantes.

Humberto Costa é presidente da Associação dos Servidores Municipais de Saúde de Salvador

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

FOLLOW @ INSTAGRAM