Novatos vão governar DF, Minas e Rio de Janeiro

Treze estados e o Distrito Federal definiram neste domingo (28) seus governadores para o período entre 2019 e 2022.

O Distrito Federal foi o primeiro a anunciar o novo governador. Menos de uma hora após o fim da votação, Ibaneis Rocha, do MDB, já estava matematicamente eleito. Ele derrotou o atual governador do DF, Rodrigo Rollemberg, do PSB.

Novo em Minas e PSC no Rio – Outro novato na política que venceu neste domingo foi o empresário Romeu Zema, em Minas Gerais, primeiro governador eleito pelo Partido Novo. Zema derrotou o tucano Antonio Anastasia.

No Rio de Janeiro, o eleito foi Wilson Witzel, do PSC, mais um estreante. Ele é ex-juiz federal, e derrotou o ex-prefeito da capital fluminense Eduardo Paes, do DEM.  Witzel afirmou que, apesar de não ter experiência na política, tem conhecimento suficiente da máquina pública para governar. “Política não é apenas ideias, política também é emoção”, disse Witzel.

PSDB fica com SP – Em São Paulo, João Doria, do PSDB, derrotou o atual governador, Márcio França, do PSB.

O empresário e ex-prefeito da capital paulista, que com a eleição torna-se o principal nome tucano com cargo eletivo. “Eu estou no PSDB desde 2001, não sou filiado de ocasião e vou continuar no PSDB”, avisou.

Única mulher – Fátima Bezerra, do PT, foi eleita no Rio Grande do Norte, e será a única mulher a governar um estado brasileiro a partir do ano que vem.

Com a definição do 2º turno, a divisão entre os partidos ficou assim: o PT fez quatro governadores; PSDB, MDB, PSB e PSL, três; PSC, PSD e DEM, dois.

Já PP, PCdoB, PDT, Novo e PHS elegeram um governador cada.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

FOLLOW @ INSTAGRAM