Temer depõe sobre corrupção e é julgado no TSE por crime eleitoral

No dia em que se inicia o julgamento que pode definir o seu futuro na presidência da República, Michel Temer terá de responder por escrito a 82 incômodas questões feitas pela Polícia Federal. Será o seu depoimento formal no inquérito em que é investigado por três crimes: corrupção, obstrução à Justiça e participação em organização criminosa. Nesta terça-feira (05) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a decidir se chapa Dilma-Temer é culpada ou inocente dos delitos de abuso de poder político e econômico durante a eleição presidencial de 2014, quando foi a vencedora.

Antes da abertura da sessão da Corte eleitoral, prevista para 19h, os advogados do atual presidente terão de se desdobrar para entregar as respostas às indagações dos policiais. O prazo estipulado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, foi de 24 horas após a notificação oficial, ou seja, o horário limite é 16h30 desta terça. A defesa do presidente se comprometeu a entregar as respostas neste dia. No rol de questionamentos, conforme investigadores, não constam apenas dúvidas relacionadas à gravação feita pelo empresário da JBS Joesley Batista, que ajudou a embasar o inquérito contra o presidente. Segundo a Polícia Federal, todos os fatos apresentados na investigação foram alvos de indagações.

Apesar de contestar o uso da gravação como prova judicial, o presidente já admitiu que recebeu Joesley em um horário fora de sua agenda pública, na residência oficial da Vice-Presidência e que ouviu dele relatos sobre a compra de favores de membros do Ministério Público e do Judiciário. Na ocasião, o sócio da JBS era investigado em cinco megaoperações da Polícia Federal. E mesmo diante dessas confissões de crimes, Temer nada fez. Não o denunciou porque não o levou a sério, segundo o próprio peemedebista afirmou em várias entrevistas e pronunciamentos. Ou seja, Temer deu a abertura para que também seja investigado por prevaricação.

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM