Operação conjunta com participação da Guarda Civil Municipal de Salvador tem maior apreensão de drogas da Silere

Na noite de ontem (14), agentes do Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Guarda Civil Municipal de Salvador (GCMS), em operação conjunta com as Polícias Militar, Civil e Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), conduziram cerca de duzentas pessoas para a delegacia, após serem flagrados em festa irregular com drogas, armas e equipamentos sonoros.

Os agentes do GOE exerciam suas atividades durante a Operação Silere, de combate a poluição sonora na cidade, quando foram acionados pela Central de Operações (CeOp) da GCM, de que uma guarnição da 49ª Companhia Independente da15 Polícia Militar (CIPM/São Cristóvão) solicitava o apoio dos agentes envolvidos na referida Operação, pois haviam aparelhos de som em uma festa não autorizada em uma residência na via marginal à BA-526, no bairro de Jardim das Margaridas.

Durante as buscas, os guardas civis e os policiais militares detiveram cerca de duzentas pessoas, além de aprenderem veículos com sons tipo paredão e 70 tabletes de um tipo de erva prensada, duas armas de fogo, tipo revólver calibre 32 e 38, diversos tipos de munições, balança de precisão, um simulacro de pistola, recipientes contendo um tipo de pó branco, diversas trouxas de ervas secas, dinheiro e alguns líquidos não identificados. Os materiais estavam espalhados em todo o perímetro da residência.

Foram encontrados também diversos objetos pessoais, como aparelhos celulares, relógios, bonés, correntes, etc.

Os guardas civis e os policiais militares identificaram três organizadores da festa entre os presentes e os apresentaram na 12ª DT – Itapuã em flagrante, juntamente com mais cinco pessoas encontradas em posse de armas ou com grande quantidade de dinheiro, provavelmente da origem do tráfico ocorrido no local.

A operação contou com o apoio de guarnições dos Grupamentos de Rondas da Capital (Rondac), Especial de Proteção ambiental (GEPA) e do Supervisor de Dia da Guarda Civil, devido ao grande número de pessoas apreendidas na residência. “Essa apreensão foi a maior de todas as operações realizada pela Silere, até o momento”, pontuou o GCM Cássio Mattos, comandante da GCM na ocorrência.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM