Ex-deputado Luiz Alberto recebe título de cidadão Laurofreitense e destaca combate ao racismo

O ex-deputado federal pelo PT, Luiz Alberto, foi homenageado, na noite da última quinta-feira (16), com o título de Cidadão Laurofreitense na Câmara de Vereadores de Lauro de Freitas. Concedido pelos vereadores Roque Fagundes, Edivaldo Palhaço e Naide Brito, o título levou em consideração a importante atuação do petista no combate ao racismo e às desigualdades sociais durante sua trajetória de vida.

Natural de Maragogipe, o deputado federal por cinco mandatos, foi secretário de Promoção da Igualdade no governo Jaques Wagner, dirigente do Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro) e do Movimento Negro Unificado (MNU). Com o intermédio e a luta constante de Luiz, a Bahia conseguiu atender uma antiga pauta do Movimento negro e implantar o Estatuto da Igualdade Racial. Era amigo e militava ao lado da e- ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) a militante do Movimento negro, Luiza Bairros.

“Me sinto muito honrado em receber esse título, da cidade onde eu escolhi para morar. Minha trajetória continua pautada na luta pela justiça social e pelas comunidades tradicionais, indígenas, quilombolas e vejo esse titulo como um reconhecimento do meu trabalho”, afirmou o ex-deputado, atualmente assessor do governador Rui Costa.

No município, Luiz Alberto foi autor de emendas que possibilitaram a criação do Centro de Cultura Afro-brasileira e construção do edifício Tata Kassutemi, que abriga o Polo de Capoeira, a oficina das baianas de acarajé e a Superintendência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Ações Afirmativas (Suppir), no Terminal Mãe Mirinha, em Portão.

Também são de autoria de Luiz Alberto as emendas ao orçamento da União que possibilitaram a criação do Centro de Referência de Acolhimento da Mulher Lélia Gonzalez, em Vilas do Atlântico, e a pavimentação asfáltica da Travessa 2 de Julho, em Areia Branca.

Participaram do ato a prefeita de Lauro, Moema Gramacho (PT), a vereadora Marta Rodrigues (PT) e representantes de movimentos sociais.

Câmara – No mandato de deputado federal, Luiz Alberto presidiu a Frente Parlamentar Mista pela Igualdade Racial e em Defesa dos Quilombolas e enfrentou, cotidianamente, o racismo institucionalizado dentro do parlamento e a pouca importância dada ao assunto. “Não há espanto pela ausência de negros no Parlamento. Há espanto [é] pela presença”, disse, um dos poucos parlamentares negros da Casa à época.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM