Itapetinga: denúncia de negociata por condução de sindicato esquenta eleição na região

A disputa eleitoral para a diretoria do Sindicato Intermunicipal dos Servidores Públicos de Itapetinga e Região [Sinditatiba], no interior da Bahia, trouxe à tona, uma denúncia que poderá abalar o pleito e dirigentes atuais da entidade serem chamados para esclarecimentos pela Justiça.

Tudo por conta de um áudio que circula pela região, onde Valdeilson Pereira e Rita Adriana Reis supostamente negociam a renúncia da segunda do comando do Sinditatiba. A conversa que fora gravada foi transcrita e registrada como Ata Notarial no cartório de Itapetinga.

sinditatiba_denuncia

Adversários dos integrantes da chapa de situação prometem repercutir a denúncia na região. Valdeilson conhecido como “Val” ocupava a secretaria do Sinditatiba, enquanto Rita Adriana foi eleita para presidir a entidade em 2013.

Segundo a denúncia, durante a reunião, o valor de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) teria sido sugerido para que Adriana pudesse abrir mão de conduzir a entidade e recuperasse o valor “investido” nas eleições. Sem temer, a presença dos advogados do sindicato, Valdeilson traçava o formato da negociata e fora alertado que poderia ser denunciada na rádio local.

sinditatiba_denuncia_02

A Chapa 1 encabeçada por Valdeilson tem Rita Adriana como tesoureira e é apoiada pela Central Única dos Trabalhadores [CUT]. Com o slogan “É hora de mudar o jogo” contestado pelos servidores municipais da região, o grupo teme que o resultado da votação possa por fim aos objetivos políticos partidários deles na cidade, pois disputarão contra duas chapas de oposição, sendo uma delas encabeçada pelo servidor “Lúcio da Saúde” e a Chapa 3 que tem Martin Souto como candidato a presidente e Simão como secretário, além da presença de Jorge Pantera na composição junto com Claudio Cautur.

Rita Adriana sempre tem sido apontada em várias denúncias em relação à gestão sindical. Blogs de notícias de Itapetinga e região apresentam diversas situações, onde a presidente do Sinditatiba está envolvida. Recentemente, o Ministério Público Federal, em Vitória da Conquista, abriu Procedimento Investigatório Criminal contra a mesma, por supostas irregularidades na seleção de beneficiários do Programa ‘Minha Casa Minha Vida’, em Itapetinga. Confira as queixas na cidade, clicando aqui, aqui, aqui.

As eleições acontecem nos dias 09 e 10 de novembro. Observadores da capital baiana devem seguir para Itapetinga e Itambé para acompanhar o pleito. A denúncia feita em relação à possível negociata para renúncia de Rita Adriana deverá ser alvo de procedimento investigatório do Ministério Público da Bahia.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM