Escolas têm até 31 de julho para declararem o Censo Escolar 2017

A menos de um mês para vencer o prazo para escolas públicas e privadas preencherem o Censo Escolar 2017, a maioria das particulares de Salvador ainda não fez a declaração obrigatória, que teve início em 31 de maio e encerra em 31 de julho. Levantamento preliminar feito pela Secretaria Municipal de Educação (Smed) no site do sistema EducaCenso, do Governo Federal, aponta que, até a sexta-feira (7), das 1.731 escolas privadas soteropolitanas com cadastro no Inep, apenas 410 iniciaram o processo de preenchimento dos formulários – 23,68% do total.

Frente ao quadro de baixa adesão, a Smed está alertando as escolas para não perderem o prazo. “É um levantamento muito importante para a Educação no Brasil, porque esses dados é que vão subsidiar as políticas públicas para a área – o que é de interesse dos segmentos público e privado do ensino”, explica Paloma Modesto, secretária municipal de Educação. O órgão tem atuado em parceria com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e colocou sua equipe técnica, durante o período de declaração do Censo Escolar da Educação Básica, à disposição das escolas para orientar e esclarecer dúvidas sobre o preenchimento dos formulários. Em maio, realizou uma reunião com representantes de escolas para explicar a importância e dar coordenadas para o envio de dados para o Censo.

Conduzido pelo Inep, autarquia ligada ao Ministério da Educação, o Censo Escolar é um levantamento de dados obrigatório de todas as escolas do país, públicas e privadas, com responsabilidade jurídica atribuída ao gestor da unidade de ensino, conforme determina o Decreto Federal 6425/2008 e portarias MEC e Inep 264/2007 e 316/2007.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

FOLLOW @ INSTAGRAM