Suíca quer respostas de empresa envolvida em corrupção

O líder do PT na Câmara de Vereadores de Salvador, vereador Luiz Carlos Suíca, usou a tribuna, nesta quinta-feira (8), para cobrar resolução nas negociações com os trabalhadores terceirizados dos governos municipal e estadual e denunciar empresas irregulares prestadoras de serviço. “As empresas terceirizadas não estão negociando e não querem dar o reajuste salarial dos trabalhadores e trabalhadoras. Resolveu a questão dos vigilantes, acabou a greve, mas está faltando tratar dos outros setores, que são muitos”, salienta.

Suíca chamou a atenção do setor público que contrata a maioria dessas empresas, principalmente a prefeitura de Salvador, que tem em seu slogan ‘transparência, seriedade e honestidade’.

“Tem empresas deste setor que tiveram seus representantes envolvidos, por procuração, porque muitos deles não estão na certidão de registro das empresas, na operação ‘Jaleco Branco’”, dispara o edil petista. Suíca se refere à operação deflagrada pela Polícia Federal, no dia 21 de novembro de 2007, que “resultou no desmembramento e na prisão de uma quadrilha especializada em fraudes de licitações na Bahia”.

Para o vereador, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público da Bahia (MP-BA) devem apurar essas questões e os governos municipal e estadual têm que tomar as medidas cabíveis contra essas empresas.

Suíca ainda cobrou do presidente da Casa, Leo Prates (DEM), que convoque uma das empresas citadas, a Natilus, que presta serviço para a Câmara, para falar sobre o assunto. “Até o momento não se pronunciou sobre o tema e a Câmara precisa dar exemplo e convocar a empresa para prestar esclarecimentos sobre isso”.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM