Carnaval 2017: Sílvio Humberto quer esclarecer cadastro de ambulantes

A falta de transparência acerca do processo de cadastramento dos ambulantes para o Carnaval de Salvador resultou em uma grande confusão na quinta-feira (09) e deixou o vereador Sílvio Humberto (PSB) em alerta. Trabalhadores protestaram em frente à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) e à sede da prefeitura contra a velocidade com que as inscrições foram encerradas.

O site disponibilizado pela Semop para o cadastro dos ambulantes informou o término das vagas, segundo os trabalhadores, minutos depois da abertura do cadastro. Buscando esclarecimentos junto ao Executivo, o vereador vai protocolar, na Câmara, requerimento endereçado à Secretaria “com vistas a entender como é realizado o processo”.

Transparência – Segundo Sílvio Humberto, não deveria ser preciso repetir que é obrigação do Executivo dar total transparência dos seus atos: “Num cenário de altos índices de desemprego, como é o caso de Salvador, oportunidades como essa são cruciais para as pessoas e não podem ser tratadas dessa forma. Vamos exigir do Município que esclareça a questão”.

O vereador pretende, também, propor melhorias para o processo, visando evitar problemas semelhantes em outras ocasiões. Adiantou que vai apresentar projeto de indicação propondo ao Município a realização de um cadastro de ambulantes, que seja aberto com maior antecedência e com ampla divulgação, definindo os contemplados para trabalhar na festa através de sorteio.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM