São Gabriel: Com base em fraude, coligação pede cassação de registro de Gea Rocha

A coligação “Pra Mudar São Gabriel” protocolou, nesta quarta-feira (21), uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra a candidata Gean Ângela Rocha e toda coligação “O Trabalho Continua”, da cidade de São Gabriel. Com base numa fraude – que já foi denunciada ao Ministério Público Estadual (MP-BA), mais especificamente à 6ª Promotoria de Justiça, de Irecê – a coligação “Pra Mudar São Gabriel” pede a inelegibilidade dos investigados pelos próximos oito anos e a cassação do registro de Gea Rocha, que disputa a reeleição; bem como de todos os candidatos da coligação “O Trabalho Continua”, em razão da “prática de conduta ilícita e fraudulenta”.

A Ação de Investigação tem como base o depoimento prestado de forma espontânea pela trabalhadora rural Vanusa Pereira de Amorim – natural de Jussara, mas que vota em São Gabriel – que procurou o MP-BA para denunciar que havia sido cooptada por uma pessoa conhecida como RONATO ROGER, que se dizia assessor de Gea Rocha, para participar de um grupo de mulheres para “fortalecer a candidatura” da atual prefeita. Sem saber ao certo do que se tratava, Vanusa Amorim entregou documentos pessoais a outro comparsa sem, contudo, ser informada de que os documentos seriam utilizados para registro de candidatura a vereadora de São Gabriel pelo PSB, partido da coligação “O Trabalho Continua”. Confira todos os detalhes no Sertão Baiano!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM