Ilha de Maré: um paraíso prejudicado pelo esquecimento da Prefeitura de Salvador

A Ilha de Maré é território do município de Salvador. O local paradisíaco tem sido refúgio de baianos e turistas. A culinária e as águas tranquilas são convites especiais.

Apesar disso, a Ilha de Maré sofre sem esgotamento sanitário adequado e uma infraestrutura prejudicada pela falta de contenção da maré. Em vários trechos, a falta de urbanização causa perigo para os moradores da comunidade de Praia Grande.

Na parte alta da ilha, o acesso às casas é feito em pequenos caminhos de acessibilidade precária. Idosos e crianças correm riscos de acidentes e adultos sofrem para carregar objetos, além de não ter onde se amparar em caso de queda nas ladeiras íngremes.

Na Rua da Caiera, a arquitetura da Escola Municipal Ilha de Maré contrasta com o piso desagregado pela ação das águas, na frente do prédio. Em caso de chuvas ou de marés altas, o acesso à unidade escolar se transforma em uma aventura. Mas, o perigo maior é fruto do descaso e do abandono caracterizado em um terreno ao lado, onde uma caixa d’água abandonada serve de incubadora do mosquito aedes aegipty, causador da dengue.

Para completar a cena, a instalação elétrica em uma estrutura danificada apresenta perigo para os transeuntes, principalmente para a curiosidade das crianças.

Populares reclamam a falta de assistência da Prefeitura de Salvador em relação aos territórios das ilhas.

Share

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM