Juazeiro: greve termina, mas médicos não recebem salário de março

Mesmo após terminada a paralisação de 48 horas dos médicos do Hospital Regional de Juazeiro, a categoria permanece em estado de assembleia como forma de pressionar a liberação da segunda parcela do salário, referente ao mês de março. O estado creditou o primeiro dos dois repasses necessários à atualização do pagamento de pessoal e aquisição de insumos, que deverá estar desbloqueado nesta quinta-feira (28).

A greve de 48 horas foi iniciada na terça(26) e quarta-feira (27). A liderança do movimento foi informada de que a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) havia creditado o repasse referente a fevereiro. Segundo o delegado sindical José Carlos Tanure Júnior (que não precisou o valor liberado) agora é necessário creditar R$ 3.719.000 destinados ao mês de março. Ele não descarta a possibilidade de uma nova paralisação caso o estado dificulte a liberação deste valor, pois a carência financeira prejudica ainda mais a qualidade do atendimento.
Os dois dias de protesto afetaram os serviços de ambulatório, cirurgias eletivas, regulações provenientes da central interestadual de leitos e atendimentos básicos do Samu. Foram mantidos os atendimentos de urgência e emergência demandados pelo Samu (ambulâncias avançadas) e a demanda espontânea. A estimativa é de que sejam 75 os médicos contratados em regime de CLT no hospital de Juazeiro, referência em atendimento para cerca de 53 municípios do entorno.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM