Médicos da Unidade de Emergência de São Caetano suspedem atendimento por tempo indeterminado nesta quinta-feira (24)

A Unidade de Emergência do bairro de São Caetano (Uesc) deve ter os atendimentos suspensos por tempo indeterminado, a partir desta quinta-feira (24), caso não haja resposta satisfatória à pauta de reivindicações dos médicos que lá trabalham.

Além de melhores condições de trabalho, os profissionais cobram o pagamento dos salários de janeiro e fevereiro, que estão atrasados. Os médicos reivindicam ainda que a remuneração seja paga até o dia 25 do mês subsequente ao trabalhado, enquanto não for efetivada a contratação pela CLT.

A decisão de entrar em greve foi tomada em assembleia, no dia 17 de março, diante do descaso com que os médicos são tratados pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), entidade terceirizada que administra a Unidade.

O Sindimed enviou pauta de reivindicações à empresa, através de ofício, em novembro do ano passado, sem que até o momento o IBDAH se dignasse a responder. Agora, além de oficiar o coordenador médico da Uesc, Dr. Gilmar Calasans, o Sindicato deu conhecimento do estado de greve também ao Cremeb, ao prefeito de Salvador, governador do Estado, aos secretários de Saúde do Estado e do município, além do MPE, MPT, SRTE, e ao arcebispo.

Amanhã (23),os médicos voltam a se reunir em assembleia, às 19h, no Sindimed, para avaliar o processo de negociação com o IBDAH e definir os encaminhamentos para a deflagração da greve.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM