Detran-BA vai à Justiça contra exame toxicológico em motoristas

Os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) rejeitaram a aplicação da resolução que estabelece a exigência do exame toxicológico para motoristas de caminhões, ônibus e carretas sem que os estados estivessem preparados para aplicar a medida. A decisão foi tomada no 52º Encontro Nacional dos Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans), aberto nesta quarta-feira (16), no Hotel Renaissance, em São Paulo, com a presença de representantes dos 26 estados e do Distrito Federal.

Na Bahia, o órgão, que participa do evento, vai acionar a Justiça para garantir que os condutores não sejam prejudicados. “Como não houve entendimento com o Contran [Conselho Nacional do Trânsito], vamos à Procuradoria Geral do Estado (PGE) e ao Ministério Público para entrar com uma ação judicial que garanta a suspensão do exame no estado”, informou o diretor-geral do Detran-BA, Lúcio Gomes. Segundo ele, o órgão não tem como cumprir a resolução, por falta de condições técnicas. “A situação se repete em todo o País, inclusive em São Paulo, um estado rico. Seria prudente que o Contran retardasse essa decisão para discutir amplamente com os Detrans”.

Share

Um comentário

  1. María Isabel de Jesus Reply

    Bom dia e bíblico o que está acontecendo no mundo e comprimento da palavras que tudo isso é acontece é ser reino conta reino nação pai contra filhos e filho etc infelizmente é isso vamos hora e pedir misericórdia a Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM