Denúncia grave: rede municipal de educação é loteada entre vereadores da base em Lauro de Freitas

Mais uma capítulo dos descaminhos da gestão municipal na cidade de Lauro de Freitas. Na internet,um áudio gravado por funcionários da Escola Municipal Santa Rita prova as denúncias de que o “domínio” de unidades da rede pública passa a ser de vereadores ligados ao prefeito Márcio Paiva (PP).

Como uma espécie de moeda de troca, os edis da base passarão a indicar as gestoras da unidades escolares após a eleição direta ser extinta pelo prefeito. Fazendo parte da estratégia de salvar seu mandato e buscar a reeleição, Paiva busca apoio irrestrito dos vereadores.

Durante nove minutos, a gestora da escola Santa Rita tenta convencer os trabalhadores de que não serão demitidos ao menos que procurem apoio no vereador César “Grandão” (PSD) que é o novo “donatário” daquele unidade escolar. Citando o edil por várias vezes, a diretora deixa claro o novo formato de “condução” da gestão da rede municipal de educação.

Oposicionista e ex-integrante do governo municipal, o peemedebista Gustavo Ferraz considerou o fato denunciado como um dano de consequências graves para a educação. “Um verdadeiro absurdo. A disputa política que loteou a rede municipal de ensino mostra a fragilidade da gestão do atual prefeito. As possibilidades eleitorais ficam acima da capacidade técnica. Várias lideranças políticas e sociais da cidade já denunciaram esta questão ao Ministério Público e agora cobram a devida apuração para não causar ainda mais prejuízos às crianças de Lauro de Freitas”, afirmou Ferraz.

Em nota, o diretório municipal do Partido dos Trabalhadores na cidade denuncia que o prefeito Márcio Paiva acabou com a eleição para gestores das escolas com o intuito de negociar esses espaços com a sua bancada de apoio na Câmara. “O Partido dos Trabalhadores vê com perplexidade o relato divulgado. Ao extinguir as eleições diretas para direções escvolares e lotear as escolas, como capitanias hereditárias, entre os vereadores da base, o prefeito municipal parece querer reverter por vias ilegais e imorais a sua rejeição junto aos cidadãos de Lauro de Freitas. A apuração será feita pela bancada do partido, que certamente acionará o Ministério Público, para que investigue mais esta ação imoral do governo”, diz o texto.

Clique aqui e ouça o áudio na íntegra. Aqui também você pode acompanhar a denúncia

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM