Sintepav Lança Campanha Salarial 2016 em Salvador

Os trabalhadores da Construção Pesada, representados pelo Sintepav Bahia lançam nesta sexta-feira (19), a partir das 08h, com forte mobilização e reunindo mais de cinco mil operários das obras do Metrô, 29 de Março, Consórcio Transoceânico, BA 093, Consórcio Cajazeiras, entre outras, a Campanha Salarial 2016 da categoria. Durante o ato, todas as obras de Salvador e região metropolitana estarão com as atividades paralisadas. Após concentração em frente à Praça do Campo da Pólvora, localizada em frente a Sede do sindicato em Salvador – Bahia, os trabalhadores sairão em caminhada em direção a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).

A Campanha Salarial 2016 com data base em 1º de março, tem o mote Manter Direitos e Empregos para Enfrentar a Crise. Na Bahia, são 20 mil trabalhadores, distribuídos em 225 obras, com 631 empresas, em obras como Parques Eólicos, obras de saneamento básico, estradas e rodagens, linhas de transmissão, Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL), barragens, entre outras.

No momento em que a Bahia vive necessidade de melhorias na mobilidade urbana, através da ampliação do Metrô de Salvador, a ligação Cajazeiras – Paralela, corredores exclusivos, a consolidação de novas matrizes enérgicas com a construção de parques eólicos, usinas de energia solar e linhas de transmissão, nós, que representamos os trabalhadores dessas áreas, de tudo faremos para chegar a uma negociação que preserve a vida, os interesses do Brasil, da Bahia e os trabalhadores.

O investimento estimado para as obras do PAC na Bahia para o período de 2015 a 2018 é de R$ 36,45 bilhões, entretanto, nem todas as obras do PAC são infraestrutura: Serão 8.153,61milhões para logística (ferrovias, rodovias, portos e aeroportos); 16.629,09 milhões em infraestrutura energética (usinas eólicas, fotovoltaicas e termelétricas, linhas de transmissão e subestações) e 3.721,44 milhões em mobilidade urbana (metrô, corredores, VLT’s e BRT’s). No total serão mais de 28 bilhões de reais em obras que impactam em uma maior produtividade para as indústrias, um melhor escoamento da produção do estado, uma geração de energia mais limpa e, portanto, com um uso de recursos naturais menor, uma melhor qualidade de transporte, racionalização das vias da cidade e melhora na qualidade de vida.

O resultado dessas obras é gerar um estado mais competitivo, com custos menores de transporte e produção e um acesso maior ao mercado mundial, pelo lado da logística. Para a produção de energia, as obras de infraestrutura energética permitem uma produção ambientalmente mais sustentável e que não dependa tanto de água e de recursos naturais escassos, vale salientar que a geração de energia a partir da água necessita represar a água, inclusive em momentos de seca. No eixo de mobilidade urbana, as obras ampliam as opções e transporte urbano de massas e abrem novos corredores, que permitem uma jornada mais rápida pelas cidades.

O setor da construção possui um forte poder de encadeamento na economia, ou seja, o setor tem potencial de gerar impactos positivos na cadeia produtiva, tanto sobre os setores fornecedores de insumos como os setores consumidores. Além disso, o setor tem capacidade de absorver uma grande quantidade de mão de obra, o que permite uma redução considerável do desemprego. A partir dessas informações, pode-se concluir que a construção civil é um setor decisivo dentro do processo de retorno ao crescimento e desenvolvimento econômico, já que gera postos de empregos diretos e indireto na cadeia produtiva, e a Construção Pesada é responsável pela melhoria da produtividade dos demais setores da economia.

Dessa forma, o Sintepav Bahia deseja uma agenda de negociação que distribua a riqueza e que valorize socialmente o trabalho. Entendemos o nosso papel e desejamos uma negociação equilibrada e que resulte no avanço do direito.

Confira as principais reivindicações:
Reajuste Salarial de 15%
Cesta básica R$ 400,00
Horas extras 70% de segunda a sexta, 100% aos sábados e 130% aos domingos e feriados
Redução da Jornada de Trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário
Assistência Médica para empregados e dependentes
PLR
Segurança e Saúde no Trabalho
Negociação da Tabela salarial por função

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM