Leo Prates cobra conclusão de obra da piscina olímpica

O vereador Leo Prates (DEM) vem denunciando o atraso no término da obra da única piscina olímpica de Salvador, em andamento há 6 anos. O legislador reivindica o que ele considera uma dívida do Governo do Estado com os soteropolitanos.

“Em ano de Olimpíadas e Paraolimpíadas no Brasil, onde o investimento no esporte deveria ser uma realidade, nos deparamos com a inexistência de uma única piscina olímpica em Salvador, promessa antiga do Governo do Estado após a implosão da antiga Fonte Nova, onde funcionava a Vila Olímpica”, recorda.

Conforme o vereador, a cada prazo vencido, o governo estadual, através da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), anuncia um novo. A atual estimativa aponta que o equipamento será entregue em fevereiro.

O vereador Leo Prates ainda salienta que a piscina da antiga Fonte Nova era utilizada gratuitamente por milhares de alunos de escolas públicas, “que estão sem opção de praticar natação há anos”.

Enquanto isso, “Salvador continua sendo a única capital do País sem uma piscina olímpica e a natação baiana fica com uma enorme limitação para formar novos competidores de alto nível, como Ana Marcela e Allan do Carmo. O Centro Olímpico, na Avenida Bonocô, precisa ser concluído com urgência, para estimular jovens de baixa renda no esporte. Afinal, o esporte é um dos grandes alicerces na luta para que os jovens não ingressem no mundo das drogas”, afirma Prates.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM