Gato sagrado: Embasa retira ligações clandestinas de água em Salvador e Simões Filho

Em mais um dia de operação para o combate às fraudes, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) identificou, na tarde da terça-feira (12), duas ligações clandestinas de água na Avenida Ulysses Guimarães, no bairro de Sussuarana, em Salvador. Os ‘gatos’, como as fraudes são chamadas pela população, eram destinados ao abastecimento de uma igreja e uma oficina mecânica..

Ao todo, os dois imóveis acumulam uma dívida de R$ 7,5 mil com a Embasa. Além disso, segundo o gerente comercial Bruno Calado, o valor da multa a ser cobrada aos responsáveis pela igreja e a oficina pode chegar a R$ 7 mil, valor que inclui a estimativa do desperdício causado pelas irregularidades e os custos dos serviços executados para eliminar as fraudes. “Quem comete fraudes para não pagar conta de água, acaba consumindo muito mais do que o necessário, provocando desperdício e prejudicando a coletividade que paga a conta em dia”.

Na última sexta-feira (8), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), uma equipe da empresa identificou uma ligação clandestina instalada para abastecer um bloco com 32 apartamentos do conjunto habitacional Ilha de São João. Neste caso, a dívida do prédio ultrapassa R$ 98 mil e a multa pelo furto de água foi calculada em R$ 9.076, 45.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM