Congresso mantém veto a reajuste de servidores do Judiciário

Em sessão conjunta (deputados e senadores), o Congresso Nacional decidiu nesta terça-feira (17), por 251 votos, seis a mais do que os 257 necessários, manter o veto da presidente Dilma Rousseff ao reajuste de até 78% do Judiciário. O resultado, considerado uma vitória para o governo, se deu sob gritos e vaias dos servidores que acompanhavam a votação. Chegou a haver um princípio de tumulto, mas foi controlado.

De acordo com o Ministério do Planejamento, se tivesse ocorrido a derrubada, o impacto seria de R$ 36,2 bilhões entre 2015 e 2019 nas contas públicas. Após a votação, manifestantes presentes gritaram palavras de ordem contra a manutenção do veto, como “sem reajuste não vai ter eleição”, um possível sinal de greve no Judiciário no próximo ano, de eleições municipais.

Depois do resultado, servidores do Judiciário que acompanharam a votação das galerias saíram gritando palavras de ordem contra o governo. “Pode avisar, pode esperar, a sua hora vai chegar”, entoaram os servidores.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM