MP-BA solicita prisão preventiva de advogado acusado de causar morte de publicitário

Nesta quinta-feira (05), o Ministério Público da Bahia (MP-BA) realizou a denúncia contra o advogado Roberto João Starteri Sampaio Filho e solicitou a sua prisão preventiva. Roberto é acusado de ter cometido homicídio simples e tentativa de homicídio pelo acidente de trânsito que resultou na morte do publicitário Daniel Paschoalick Prata e deixou gravemente ferida a médica Luciana Tavares Lucetti. O caso ocorreu na madrugada do dia 8 de novembro de 2014.

A denúncia, oferecida pela promotora de Justiça do Núcleo do Júri do MP, Ana Rita Nascimento, é baseada no inquérito policial, em que o denunciado assumiu o risco de gerar um acidente de trânsito fatal, ao “consumir bebidas alcoólicas na noite e madrugada do evento” e ao “conduzir o seu veículo em alta velocidade”, demonstrando “total desrespeito”.

Segundo a promotora, não foi a primeira vez que Roberto Starteri dirigiu alcoolizado, pois já cometeu esse delito na cidade de Palmeiras.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM