“Não dá pra ver ladrão chamar o PT de ladrão”, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar, na noite de sexta-feira (23), o processo de criminalização do Partido dos Trabalhadores. “Não dá pra gente ver ladrão chamando a gente de ladrão”, disse.

Para Lula, o Brasil vive, atualmente, “quase em um Estado de exceção”. “Nós temos que levantar a cabeça, porque nós nascemos para mudar esse país. A gente não pode ter medo nem permitir que joguem nas nossas costas a pecha daquilo que nós não somos”, pediu o ex-presidente.

“Não dá pra gente viver em uma sociedade onde prevalece a suspeição, onde as pessoas são condenadas antes de serem julgadas. O que condena hoje não é a decisão do juiz, mas a manchete do jornal”, criticou.

Lula participou de Plenária pela Educação, organizada pelo Partido dos Trabalhadores, em Salvador (BA), em Teresina (PI). Durante o ato, Lula também criticou a ofensiva contra a presidenta Dilma Rousseff. “O que eles fazem com a Dilma é uma coisa nojenta, porque é o preconceito contra a mulher”, criticou.

Sobre as denúncias de corrupção, Lula defendeu que aqueles que erraram, que paguem pelos erros. “Nós achamos que quem errar, tem que pagar. Parece que os empresários tinham dois cofrinhos: o do dinheiro bom e o do dinheiro ruim. E parece que pro PT só ia o dinheiro ruim. O bom era o do PSDB. É uma coisa insana”, ironizou.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM