Vereador repudia cobrança de taxa no terminal de Madre de Deus

O vereador Claudio Tinoco (DEM) repudia a cobrança de taxa pelo uso do terminal marítimo de Madre de Deus. Desde quinta-feira (1°), o equipamento passaria a ser administrado, por concessão, pela Sinart e uma taxa de embarque no valor de R$ 0,60 seria cobrada dos passageiros e R$ 1,00 para atracação de embarcações. No entanto, a Prefeitura de Madre de Deus resolveu suspender, temporariamente, a cobrança.

“Esse terminal de Madre de Deus não atende somente moradores de lá, mas, principalmente, das ilhas pertencentes a Salvador, como Bom Jesus dos Passos e Frades/Paramana. São estudantes, trabalhadores e idosos que usam esse terminal diariamente”, reclama Tinoco.

O vereador defende a isenção do uso do terminal, que por estar instalado na Baía de Todos-os-Santos deve ter um caráter de uso comum por todos os municípios que o circundam. Ainda segundo Tinoco, o equipamento tem movimento predominantemente intermunicipal e deveria, inclusive, ser de responsabilidade da Agerba, que tem finalidade de regular e fiscalizar todos os terminais no Estado.

“É um absurdo. Os moradores afirmam que não houve consulta à população, firmando esse contrato sem realizar ao menos uma audiência pública. Defendemos a taxa livre para os moradores das ilhas, assim como ocorreu com os moradores do entorno da praça de pedágio da Estrada do Coco. Vamos entrar nesse luta e não aceitaremos que os moradores de Salvador e das ilhas tenham que pagar para o uso de um terminal que é seu único ponto de chegada e saída do continente. Estou acionando a Associação de Moradores de Paramana, a todos os amigos de Bom Jesus dos Passos e vamos fazer uma grande mobilização”, alerta.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM