Bebeto denuncia que servidores sofrem terrorismo aplicado pelo prefeito de Ilhéus

A grave situação vivenciada pelos servidores públicos de Ilhéus, imposta de forma brutal pela prefeitura, foi duramente criticada pelo deputado federal Bebeto Galvão (PSB) em plenário no Congresso Nacional. Em defesa dos servidores públicos ilheenses, o parlamentar levantou a voz e denunciou o que considera um verdadeiro terrorismo praticado pelo prefeito Jabes Ribeiro, que vergonhosamente tentou culpar os servidores pelo desequilíbrio de contas de sua administração. “Mas é o contrário, o prefeito tem todas as digitais nesse problema pois foi prefeito duas, três vezes”, bradou o deputado.

O parlamentar baiano denunciou ainda que o prefeito, estabelecendo a cultura do medo, aplicando um terrorismo psicológico, buscando intimidar os servidores, Jabes tentou usar o Ministério Público do Trabalho para justificar a anunciada demissão de mais de 480 servidores. “Isso é grave. Inclusive o Ministério Público desmentiu publicamente o prefeito, afirmando que nunca orientou a prefeitura de Ilhéus a patrocinar demissões”.

Bebeto falou ainda sobre a destacada incoerência entre as desculpas do prefeito e prática existente em seu governo. “Enquanto o servidor recebe um ticket alimentação no valor de R$ 200, o gabinete tem tickets de 5 mil reais, além disso a prefeitura tentou contratar uma cooperativa por 58 milhões sem apresentar à sociedade as razões”, denunciou.

Assista o vídeo:

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM