Médicos da UPA de São Marcos vão paralisar as atividades por tempo indeterminado

Os médicos da Unidade de Emergência de São Marcos vão paralisar as atividades por tempo indeterminado, a partir do dia 13 de outubro. A decisão foi tomada em assembleia no segunda-feira (28), na sede do Sindimed, após não obterem qualquer resposta do Monte Tabor (Centro Ítalo-Brasileiro de Promoção Sanitária), aos pleitos apresentados nos ofícios enviados pelo Sindimed desde o início deste mês, quando houve a primeira assembleia.

Os órgãos responsáveis pela regulação serão notificados, a fim de encaminhar os pacientes para outras unidades de saúde enquanto durar a paralisação. A fraude ao contrato de trabalho, a defasagem salarial, com três anos sem reajuste, a sobrecarga de trabalho, as precárias condições de atendimento, as condições indignas dispensadas aos pacientes e acompanhantes associados motivam a deflagração do movimento grevista.

Os médicos relatam ainda várias dificuldades na unidade, como sobrecarga de trabalho, problemas de segurança, faltam equipamentos e a manutenção dos já existentes é inadequada.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM