Valmir chama a defesa de Gilmar Mendes sobre doação empresarial de “completo absurdo”

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) se pronunciou sobre o voto do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, declarado nesta quarta-feira (16), a favor do financiamento privado de campanhas políticas. Mendes ficou com o processo durante um ano e cinco meses, devido um pedido de vista. Assunção considerou a defesa de Mendes totalmente incoerente e criticou a decisão do magistrado. “Já é um completo absurdo um ministro do STF defender doação empresarial de campanha, mas fiquei estarrecido ao ver que ele [Mendes] usa como argumento que as empresas devem poder doar para os candidatos para ‘atingir seus interesses’”, dispara Valmir. O placar da votação, que começou em 2013, está agora em 6 votos a 2 contra as doações.

De acordo com o parlamentar federal, a situação é ridícula e a persuasão de Gilmar Mendes revela os vícios de um sistema político que precisa de uma reforma imediata. “Sou contra doação empresarial para campanhas, pelo simples fato de empresa não votar e nem poder ser votada, portanto, não tem porque interferir no processo eleitoral, sobretudo com dinheiro”, completa Assunção. No voto proferido na quarta-feira (16), Gilmar Mendes chegou a dizer que a doação e o apoio são legais. “As empresas podem apoiar sim candidatos que vão defender determinado perfil ideológico claro, livre, que corresponde àquilo que eles querem, um ambiente normal para negócios, para as suas atividades”.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM