Página em rede social pede a morte da presidenta Dilma

dilma-rousseffp0pularidadeCom o nome de “Morte a Dilma”, uma página Facebook dedica-se a publicar mensagens contra a presidenta Dilma Roussef e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, além de condenar os movimentos sociais e vários segmentos de minorias. O conteúdo da página gerou revolta e indignação entre petistas, que cobram punição para o crime de ódio praticado pelo responsável pelo espaço.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) cobra que crimes de ódio como esse, praticado contra a presidente da República, deve ser investigado pela Polícia Federal (PF). “De forma a identificar os responsáveis, processá-los, e tirar imediatamente essa página do ar”, reforça.

Para a petista, enquanto manifestações de ódio como essas forem disseminadas nas redes sociais, elas continuarão acontecendo na vida real, o que coloca todas as mulheres em situação de risco. “Tenho a certeza de que não apenas todas as minhas colegas parlamentares, mas todas as mulheres têm o mesmo sentimento”, declara.

Diante do volume e alcance que demonstrações “fascistas” como as da página têm adquirido na sociedade brasileira, a deputada Erika Kokay (PT-DF) pede que este “absurdo” não seja mais menosprezado ou ignorado, sob o risco de incentivarem atos de maior gravidade.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM