“Não compactuo com factoide”, diz Lessa sobre Ladeira do Cacau

lessaprO presidente da Comissão de Planejamento Urbano e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Salvador, vereador Arnando Lessa (PT), esclarece que não articulou nenhum protesto de moradores da Ladeira do Cacau durante a visita do prefeito ACM Neto (DEM) ao local, na última quarta-feira (08), tampouco se posicionou contra a liberação da pista. “Reitero que não me posicionei contra a liberação da via, nem organizei protesto algum. Foi uma articulação deles. Se alguém falou isso publicamente, está faltando com a verdade”, frisou.

Segundo Lessa, os moradores procuraram-no, na última segunda-feira (06), indignados com o fato de o prefeito ter anunciado uma inauguração para esta quinta-feira (09) sem a conclusão das obras. “Sou a favor de toda obra que venha a beneficiar a sofrida população soteropolitana e melhorar o congestionado trânsito da cidade, mas nunca compactuei com a disseminação de factoides, e não poderia compactuar com a ‘inauguração’ festiva de uma obra que não foi concluída”, destacou.

Ainda conforme o vereador, representantes da associação comunitária da Ladeira do Cacau alegaram que o prefeito os enganou e não atendeu ao abaixo-assinado com mais de 900 assinaturas de populares que pedia que a inauguração não ocorresse sem a conclusão total das obras. “Deduzo que este foi o motivo do protesto. Como vereador, tenho o dever de receber e ouvir todas as reclamações da comunidade e não posso me calar sobre estas demandas. Também é minha função, à frente da Comissão de Planejamento Urbano, inspecionar as obras da cidade, independentemente de serem realizadas pela Prefeitura ou pelo Governo da Bahia”, acrescentou.

Os populares informaram também à Comissão de Planejamento Urbano que a Prefeitura ainda não concluiu escadarias e dez moradias de famílias que precisaram ser relocadas durante as obras. Iniciada em 2013, a revitalização teve vários prazos para conclusão não cumpridos. Um deles foi em fevereiro deste ano e o outro em junho, mês passado. Agora, o novo prazo é em outubro. O vereador Moisés Rocha (PT) tem, junto com o presidente do colegiado, Arnando Lessa, acompanhando o andamento das obras. “O vereador Moisés, que atua naquela região, tem conversado comigo com frequência sobre as obras e colhido constantes reclamações dos moradores. Estamos cumprindo o nosso papel”, declarou Lessa.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM