Greve acaba na UPA dos Barris após acordo com Fundação José Silveira

SaudeApós 23 dias de greve, os médicos da UPA dos Barris decidiram, em assembleia, retornar ao trabalho. A partir desta sexta (12), os atendimentos serão normalizados e a população vai encontrar um atendimento melhor, objetivo central da mobilização dos médicos da unidade.

No centro das conquistas obtidas pela luta dos profissionais, a Fundação José Silveira (FJS) se comprometeu a contratar mais um médico clínico e um ortopedista para o turno da noite, após retirada do gerador de energia da unidade e instalação da rede elétrica pela Coelba. Os plantões de 24 horas funcionarão com três clínicos, dois pediatras e dois ortopedistas. Também serão contratados mais técnicos de enfermagem e pessoal de apoio.

Para reforçar a justeza da greve e também o entendimento preconizado pelo Sindimed, todo o tempo, de que quem luta conquista, o acordo assinado com a FJS garante que “não procederá retaliação aos médicos celetistas ou prestadores de pessoa jurídica, a exemplo de demissões ou descontos salariais, em função do movimento grevista (…) assim como procederá a reposição dos valores salariais eventualmente não pagos, no prazo de 48 horas”.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM