É “impossível” estar ligada ao caso de corrupção na Petrobras, afirma Dilma

dilma_vermelhoA presidenta Dilma Rousseff declarou em entrevista ao canal francês “TV France 24″ que é “impossível” estar ligada ao caso de corrupção na Petrobras, investigada pela Operação Lava Jato. A entrevista ocorreu na última sexta-feira (5) e foi ao ar nesta segunda-feira (8). A presidenta afirmou que lutará “até o fim” para provar não está ligada aos atos.

“Eu não estou ligada. Eu não respondo a esta questão porque eu não estou ligada. Eu sei que não estou nisso. É impossível. Eu lutarei até o fim para demonstrar que eu não estou ligada. Eu sei o que eu faço. E eu tenho uma história por trás de mim. Neste sentido, eu nunca tive uma única acusação contra mim por qualquer malfeito. Então, não é uma questão de ‘se’. Eu não estou ligada”, afirmou.

Para a presidenta, o esquema de corrupção não pode ser chamado de “escândalo da Petrobras” porque “cinco funcionários” se envolveram nas irregularidades e se uniram com algumas diretorias e partidos para “obter benefícios”.

“É muito importante entender que a Petrobras tem mais de 30 mil empregados e tem cinco envolvidos. O escândalo da Petrobras não é escândalo da Petrobras, é escândalo de um determinado funcionário que era diretor na Petrobras”, disse a presidenta.

Na ocasião, Dilma lembrou que outros partidos também receberam dinheiro das empresas investigadas na Lava-Jato de forma legal, mas que somente o PT foi atacado pela grande mídia. “Estão tentando envolver a minha campanha. Não existe nenhuma evidência que prove irregularidade na minha campanha. Não só em 2010, como também em 2014, todos os candidatos que concorreram comigo receberam dinheiro dessas empresas de forma legal”, disse.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM