André Vargas e Luiz Argôlo arrolam ministro da Justiça para defesa

corrupiçãoOs ex-deputados André Vargas (sem partido-PR) e Luiz Argôlo (afastado Solidariedade-BA), presos na Operação Lava Jato em abril, incluíram o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no rol de testemunhas de defesa, nos processos que respondem por envolvimento por suspeita de envolvimento em um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro ilícito de contratos de publicidade com órgãos públicos federais.

Ao todo, a defesa de André Vargas pediu a intimação de 7 pessoas em documento entregue à Justiça Federal, como resposta às acusações. “Não obstante uma trajetória de vida escorreita, dedicada a atender os anseios e expectativas da sociedade brasileira, está sendo acusado nesta Ação Penal pelo Ministério Público Federal de crimes que não cometeu”, afirma a defesa. “André Luís Vargas Ilário é pessoa da mais alta estima e respeitabilidade social. Natural da cidade de Londrina-PR, dedicou sua vida ao trabalho e à militância política em seu estado.”

O Ministério da Justiça não comentou o pedido de Vargas. O documento de 50 páginas é subscrito pelos criminalistas Nicole Trauczynski, Fernanda Ferreira da Rocha Loures, Caio Marcelo Cordeiro Antonietto e Rafael Guedes de Castro e não explica o motivo de Cardozo ter sido arrolado. Vargas, enquanto deputado, foi secretário de Comunicação do PT e vice líder do partido na Câmara. Ele foi cassado em 2014 e expulso do partido.

A defesa do ex-deputado questionou interceptações telefônicas e telemáticas feitas pela PF durante as investigações. Segundo os advogados, houve ‘usurpação de competência do Supremo Tribunal Federal pela deliberada ocultação da descoberta de indícios de crime relacionados a parlamentares federais no curso dos procedimentos’.

“O que houve foi, em tese, a deliberada ocultação das autoridades que atuaram no caso da identidade dos interlocutores, a fim de manter o procedimento sob a jurisdição desse MM. Juízo e usurpar a competência do Supremo Tribunal Federal”, afirma a defesa.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

FOLLOW @ INSTAGRAM